segunda-feira, 11 de março de 2013

poética 52




Poética 52

luiza nem a brisa te acalma
mas a paz de tua alma
me transfere o seu encanto
por isso canto
com os olhos deslizando
nas cartas sobre a mesa
te encontrar grande surpresa
dessas que lavam a alma
meu grande amor tenha calma

o futuro ainda nem começou

federico baudelaire

Nenhum comentário:

Postar um comentário