quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

silêncio gritos e& sussurros



o seu corpo do poema
pede-me silêncio
ou algazarra?
farrade bocas pernas coxas
línguas e dedos
nos recantos mais profundos
por onde dorme o teu desejo?
carícias delicadas
pela nuca em torno da orelha
lábios deslizando
ao redor do teu umbigo?
o que o seu corpo do poema
quer viver comigo?
o seu corpo do poema
no deserto das delícias
é escorpião ou percevejo?
é calmaria ou tempestade
no alto mar da liberdade
pede-me noite ou claridade
ou
implora-me desesperadamente
os mais selvagens beijos?
arturgomes
sampleAndo

Nenhum comentário:

Postar um comentário