quarta-feira, 26 de agosto de 2009



Luta e Prazer

Sexo diário continua sendo
O melhor remédio
Quem ama não adoece
Quem tem tesão não tem tédio

Não mato cobra
Porque sou ecologista
Não mostro pau
Porque não sou exibicionista

Eu não faço tese
Eu só faço tesões
Eu não faço versinhos
Só faço subVersões

O que importa agora
É o que nós vamos fazer daqui pra frente
Com o que fizeram do mundo
Com o que fizeram da gente

Por isso eu vou dizer
o que é que eu acho
ou a gente parte pra cima
ou a gente fica por baixo

de tanto puxarem meus tapetes
aprendi a pilotar tapetes voadores

Eliakin Rufino

In CD Mestiço
eliakinrufino@gmail.com



Coito

teu corpo é carne de maga
em meu pênis viril
enquanto sangra
quando beijo tua boca
enfurecido
rasgando por trás
o teu vestido



A Cor da Pele

áfrica soul raiz & raça
orgia pagã na pele do poema
couro em chagas que me sangra
alma satã na carne de Ipanema

o negro da pele é só pirraça
de branco na cara do sistema
no fundo é amor que dou de graça
dou mais do que moça no cinema




Carne Proibida

o preço atual
proíbe
que me coma

mas pra ti
estou de graça
pra ti
não tenho preço

sou eu
quem me ofereço
a ti:
músculo & osso

leva-me à boca
e completa teu almoço



Tempero

é preciso socar certas palavras
com sal pimenta & alho
para dar o gosto

o ardido
que se traz na boca
é tempero mal cuidado

é preciso cortar o mofo
das ações de certas palavras
para quando for poema
ter ação presente
penetrar a carne
e ter sabor de gente

Artur Gomes

In Suor & Cio
http://tropicanalice.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário