sexta-feira, 5 de junho de 2009







drummundo

tem duas meninas aqui
famintas mortas de fome
querem me cumer a qualquer preço
uma quer saber meu paradeiro
a outra quer descobrir meu endereço

elas pensam que sou curitibano
e querem me pegar por trás dos panos
eu que nasci em fevereiro
tem anos que não estou no calendário
e nem tem dia pro meu aniversário
não quero me casar com essas meninas
e perder o meu estado de solteiro
se existe deus no céu que me ilumina
eu quero é dar pro mundo inteiro

federico baudelaire

um tiro oculto na gramática 2

poeta diabo de 5 letras
uma metade homem
outra metade cometa

iluminado como sol

na garganta do futuro
espírito de porco na boca
em cada palavra que procuro

black billy
para a liberdade e luta
me enterrem com os trotskistas
na cova comum dos idealistas
onde jazem aqueles que o poder
não corrompeu

me enterrem com meu coração
na beira do rio onde o joelho ferido
tocou a pedra da paixão

Paulo Leminski


Tu queres sono: despe-te dos ruídos, e
dos restos do dia, tira da tua boca
o punhal e o trânsito, sombras de
teus gritos, e roupas, choros, cordas e
também as faces que assomam sobre a
tua sonora forma de dar, e os outros corpos
que se deitam e se pisam, e as moscas
que sobrevoam o cadáver do teu pai, e a dor (não ouças)
que se prepara para carpir tua vigília, e os cantos que
esqueceram teus braços e tantos movimentos
que perdem teus silêncios, o os ventos altos
que não dormem, que te olham da janela
e em tua porta penetram como loucos
pois nada te abandona nem tu ao sono.

Ana Cristina César
cores: luz

percebo flores pelo chão
por onde passo
seja leblon arpoador ou ipanema
senegal nova nigéria
quintal da minha casa
makondo cacomonga de onde vim
pomar de frutas lagoa mar
bebo nas águas onde rio
seja qual for a estação
é sempre luz em santa clara
como este nome
afro tupi em minha língua
copacabana araribóia
baía de guanabara
federico baudelaire
viagens InSanas
se este poema inocente
primitivo natural indecente
em teu pulsar navegante
entrar por tua boca entre dentes
espero que não se zangue
se misturar o meu sangue
em teu pensar quando antropo
por todas bocas do corpo
em total porno grafia
na sagração da mulher
me diga deusa da orgia
se também tu não me quer
quando em ti lateja e devora
palavra por palavra dentro e fora
em pornofonia sonora
me diga lady senhora
nestes teus setenta anos
se nunca gozou pelos ânus
me diga bia de dora
num plano lítero/estético
qual o humano ou cibernético
que te masturba ou te deflora?
canibal

estou indo
para espanha
devorar a rainha
da frança
quando estiver
na frança
comerei o rei
da rússia
quando estiver
na rússia
comerei a rainha
da hollanda
e quando estiver
na hollanda
comerei o rei
do maranhão
e no maranhão
devorarei o rei
de roma
quando chegar
em roma
nem o papa me escapa
comerei o rei
de portugal
não é jogo de xadrez
nem lucidez paranormal
mas como um bom canibal
comerei todos de uma vez

federico baudelaire
viagens insanas
http://federicobaudelaire.zip.net/
não fujas de mim
me encare de cara
amanhã não terás
a mesma cara
e não pregue
prego sem estopa
como já dizia
paulo kauim
me chamo
federico baudelaire
e se uso óculos de culher
é que a vida não está sopa
Careca o da Mala

marcosvalério
o da mala
me convidou pra posar nu
com o alexandre
que não é o grande
mas é da frota
mandei ele catar jatene
deitar na fama
e seja o que a cpi quiser
porque na minha cama
só deita a teresina
essa deusa de mulher
eu sou eu hélio leites é um toureiro espanhol estrela das touradas de madri. e você é quem? você tem uma resposta então manda. as cara/velas saíram de portugal muito antes dos 500 e as suas cara/velas por onde andam ou para onde foram? por aqui os tucanos continuam habitantes de nossas densas matas e por ledo engano ecologistas ainda pensam que essas aves estão em extinção. aqui nessas calçadas eu te esfinjo e te devoro. hoje 31 de janeiro 2006 quem disse que meu asdrúbal trouxe o trombone mas a troupe está espalhada por aí pela cidade. federika foi ensaiar para o desfile da unidos do botão e o pastor de andrade anda cuidando da bilheteria nos ensaios pois que aqui não tem caixa dois ou mensalão. lady gumes se enturmou com as polacas e foi fazer sarau na casa da perfeita soninha kátia horn tudo em família pois lá só entra se estiver com o pé direito
quem mora na cachoeira é oxum que é doce mãe das águas doces dos rios e das lagoas há também outras espécies que moram lá talvez michely que sabe-se santa e as vezes louca como ser de gêmeos e outras tantas que ainda não conheço hoje em dia mas que já deitaram na mesma cama e frequentaram o mesmo camarim e só não pisaram no palco porque nunca quiseram. quem mora nas cachoeiras tem a alma leve dos que sabem quando amam e não ligam para o que os outros sintam ou pensem, eu tenho que dizer o que penso e viver como quero e quero qualquer mulher assim mesmo de oxum de iansã de yemanjá que seja assim uma divindade mas nãos e assuste com minhas insanas viagens pelas águas do teu corpo e faça de tuas bocas porto seguro casa e cais
lula não sabe que as meninas não gostam de polvo essa aí por exemplo só gosta de algodão que joga capoeira e agora só quer saber de escavar petrópelo ele que tome cuidado com as próximas eleições que tem muito cachorro louco querendo morder o próprio rabo mas eu que não sou de escorpião e nem uso óculos escuros meus olhos se voltam para as minas em plena claridade do mar de rio das ostras, e tenho certeza que lula não conhece rio das ostras e nem sabe que o nordeste é muito mais aqui ali e em qualquer lugar, nordeste não é só por onde navega o rio são francisco, aliás já ouvi que o são francisco desagua sua dor no tietê né edvaldo santana, e esse vapor já navegou no missipe por onde anda a bruna que não gosta de polenta e não quer mais saber do rio grande, eu vou-me embora vou-me embora eu aqui volto mais não vou morar no infinito e virar constelação, portela apresenta: macunaíma não era bom de briga mas era muito bom de samba enredo vejam só os retalhos imortais do serafim oswald de andrade tudo sabia de mim de ti e de quem mais quer que seja tarcila anita até mesmo do guilherme figueiredo que não era irmão mas mandou por muito tempo no palácio alvorada
não sou fernando aguiar mas também vivo grafitando os muros do país enquanto tia vera prepara o feijão tropeiro para o terreirão da sogra, mas isto já se foi há alguns anos atrás, há tempos não vejo tia vera, ontem li no jornal que a gasolina vai subir de preço e eu não sei mais seu endereço, as passagens de avião estão o olho da cara queria visitar a vera enquanto é verão e não chega a primavera porque em março é outono é quando chove tem ali no rio uma prima que mora na ilha do governador que é uma feliciana muito mais que uma santa felicidade uma loura que vi chegar aos 40 como o rio com a temperatura lá em cima olha só a pipa como sobe. jorge me tira dessa que meu cavalo é manso e o dragão foi sepultado no terceiro dia e amanhã eu volto.
quem disse que eu sou e Afrânio não me conhece desde 1986 nem nunca foi comigo vasculhar o Ouro Preto, de leve, se estou aqui, aqui também não estou, era isso que eu queria dizer ainda a pouco quando encontrei com a Carolina ali no Planetário da Gávea tocando um violão para as estrelas, mas eu não estou no Rio, muito menos nos EUA, mas já vi um coyote uivando pra lua, aliás não tente prender um poeta quando for lua cheia, dizia Garcia Marques que a mulher que tentar este crime será julgada e condenada a mil anos de solidão. meu amigo Chico Melodia bem que se parece comigo gosta de praia para pegar ondas mas não frequenta o santo daime e eu ainda não disse nada sobre o modelo do meu terno nem que diabo estou fazendo aqui. Chacal àquele velho lobo agora só quer saber das lonas daqui a pouco dou um mergulho em Ipanema e limpo esta cara lavada de ontem e vou ma praça nossa senhora da paz cumer àquele acarajé e paquerar umas baianas. agora é só, daqui a puco tem mais há tempos que não vejo o Back será que ele voltou pra Bahia e está dando retreta em Salvador?
o que que ocê quer
no seu orkut
o que que ocê quer?
a kátia horn
na unidos do botão
ou a fantasia
do federico boudeler?
ontem recebi a visita do Hélio Leites e Kátia Horn que me trouxeram um delicioso kibe com tabule e entre um gole e outro de vinho e back finalmente foi composto o samba/enredo para o desfile da ex-cola Unidos do Botão na Boca Maldita dia 18 as 11. mas antes a Kátia deu um show com as Ilíadas em grego e alemão mas a Soninha não veio e só falta uma semana e ela ainda não apareceu é palha assada é palha assada é palha assada. Kàtia vestida de Federika num modelito de papel de bala especialmente confeccionado para ela por Efigênia vai quebrar o palhassópolis na avenida
você quer me conhecer
inteiro
eu sempre quiz
te fazer feliz
mas me esqueci
que sou ator
e vocênão é atriz
kauim
kauim
kauim
kauim

em caicó
flor de cactos
é alecrim

e chico césar
canta a moça triste
do benim

lá no sertão
macaxeira
é aipim

e sexta feira
federico
é serafim

só por saber
que fedra margarida
nada sabia de mim

Manhã de Fevereiro

que boca vermelha
de baton é esta?
se não beijaste
a minha boca
e chão de giz
é uma canção
do zé ramalho
o rei de espada
é uma carta
do baralho
e eu não vou
ficar aqui
com este gosto
de carnaval passado
em minha boca
final de contas
quantas contas
tem no seu colar
eu contei sessenta
e tantas
mas pode ser
que essas contas
me remeta
a outras tantas
que eu não sei contar
vestida por Kária Horn, Federika Efigênia Bezerra da Silva prontinha para o desfile da Unidos do Botão no próximo sábado a partir das 11 na Boca Maldita. Artur Gomes quem diria veio diretamente Campos dos Goytacazes, representando a sua Mocidade Independente de Padre Olivácio e desfila como convidado especial do presidente Hélio Leites, mas a Gigi não veio e o posto de Rainha da Bateria está numa disputa acirrada entre a Soninha e Priscilla as polacas mais louras de Curitiba. Jiddu Saldanha também garantiu que vem de Cabo Frio e assim esquenta mais o nosso carnaval.
(em 18 de fevereiro de 2006)
a vidaé virtual
carlos careqa
já dizia:
ser igual é legal
pra que se conhecer
se entender
se explicar
tudo vai passar



a carne as vezes
não vale quanto pesa
nem reza
que a carne
tem a ver
com mais valia

hélio leites
não é carne
que se coma
crua ou
mal passada
pode dar asia
por onde uma cidade se intuba com seu kaos pirituba marginal onde trafega o tietê mas eu não vou ficar preso aqui dentro do carro enquanto o brother tira um sarro com a nossa cara na tv. por onde uma cidade se masturba com seu tal tatuapé anchieta bandeirantes tv globo e o povo com a cara de babaca gasta o que tem e o que não tem para discar pro BBB
não troco
a minha mortadela
pelo teu presunto
eu nada sinto
eu sinto muito
das flores
do jardim
da nossa casa
você é
meu cravo de defunto

ontem te vi dentro do meu quarto procurando em meus guardados aquilo que guardo de ti e que nunca se desfaz tua voz roçando os meus ouvidos o cheiro do teu sexo invadindo os meus sentidos as estrelinhas que deixou no teto as fotos na parede as marcas na fotografia dentro do armário vestígios de tuas roupas que ficaram penduradas no cabide em meio as minhas e uma palavra presa na garganta como um poema que ficou pela metade suspenso no arame solto ao vento como tantas outras coisas que se foram assim como as que não aconteceram mas você estava lá dentro do quarto com suas mãos remexendo em todas as coisas acontecidas ou que estão por acontecer
entre o que tenho
trago e trouxe
duas coisas
me são caras:
mallarmè e baudelaire
um tem a cara dura
o outro
tem a minha cara
meu sangue é afro tupi
eu falo hollandês guarani
tenho poeta no nome
e sobrenome francês
de minha mãe portuguesa
e do meu pai polonês alemão
um japonês me convidou
pra comer sushi no Japão
com recheio à Débora Seco
eu devoro Wally Salomão

Nenhum comentário:

Postar um comentário